Jornada de Lutas: estudantes protestam em frente à Prefeitura de Manaus contra reajuste de ônibus

Mais de 10 mil estudantes realizaram na manhã desta terça-feira (29) uma manifestação em frente à sede da Prefeitura Municipal de Manaus, no bairro da Compensa, Zona Oeste

A Jornada de Lutas da União Nacional dos Estudantes (UNE), A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a Associação Nacional dos Pós-Graduandos (ANPG) reuniu na manhã desta terça-feira (29), em Manaus, mais de 10 mil estudantes para uma manifestação em frente à sede da Prefeitura, no bairro da Compensa, Zona Oeste do estado. O protesto diz respeito ao aumento da tarifa do transporte coletivo, de R$ 2,25 para R$ 2,80, e as exigências de cumprir a pauta nacional de 10% do PIB e 50% do pré-sal para a educação.

Contando com a presença do presidente da UBES, Yann Evanovick, a passeata sensibilizou os moradores e transeuntes encontrados ao longo do percurso. Indignados com o anúncio e a confirmação do aumento da tarifa do transporte coletivo, a população aderiu a exigência estudantil. Diversos moradores da avenida Brasil, onde também está situada a prefeitura, abriram as portas de suas casas e deram água e aos manifestantes.

A unidade entre as forças políticas que participam do movimento estudantil também potencializou as reivindicações e ajudaram a chamar atenção da sociedade. Além das entidades estudantis locais, como a UEE-AM, a UESAM e a UMES de Manaus, participaram a UJS, a JSB, JPT e a JPS.

Um ato político, em frente à sede da Prefeitura, marcou o fim da manifestação. O presidente da UBES chamou atenção para os prejuízos que o prefeito tem causado à população. “Desde que o senhor Amazonino (Mendes) voltou ao comando da nossa cidade, temos contabilizado diversas perdas. E a justificativa da renovação da frota de ônibus para aumentar a tarifa é descabida, pois o argumento sempre é esse e o transporte sempre piora”, analisou Yann.

A presidente da UEE-AM, Maria das Neves, destacou a espontaneidade das pessoas que tornaram a manifestação um acontecimento singular. “Quem duvidou que os estudantes sairiam de suas salas de aulas se decepcionou. Vários foram aqueles que vieram andando das escolas para participar da passeata. E vamos continuar nas ruas até que esse aumento seja frustrado e um transporte digno seja assegurado aos estudantes e à população como um todo”, afirmou.

Estudantes entregam documento na Prefeitura
Diante da intransigência do prefeito Amazonino Mendes, que não quis receber os estudantes, uma comissão formada por 20 jovens entrou na sede da prefeitura e protocolou um documento contendo várias exigências. Dentre elas, estavam a volta do pagamento da meia passagem em dinheiro nos ônibus, a continuidade da domingueira, que trata-se do pagamento da meia passagem para todos aos domingos, a renovação completa da frota dos ônibus e o não-aumento da tarifa.

Anderson Bahia, de Manaus

 

Anúncios

Sobre Movimento Transformar o Sonho em Realidade

Movimento Transformar o Sonho em Realidade para o 52º Congresso da União Nacional dos Estudantes. www.twitter.com/sonhorealidade
Esse post foi publicado em Noticias e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s